acucar na gestacao

9 dicas para ajudar a reduzir o consumo do açúcar

crianca e acucarNo Mama Curitiba temos discutido muito sobre os hábitos alimentares da nossa sociedade, o consumo exacerbado do açúcar e seus efeitos no nosso organismo e no paladar das nossas crianças.

Temos uma série de estudos que mostram ele é altamente viciante, tem efeitos nocivos no nosso corpo (estrutura e funcionamento) e pode ser comparado a drogas pesadas. Dá uma olhada nessa matéria, veja o documentário Fed up no Netflix ou faça uma pesquisa rápida no Google e você vai entender o que estou falando.

Recentemente compartilhei um post no instagram, do coletivo bom parto, que falar sobre os benefícios da redução do açúcar para o trabalho de parto e recebi algumas mensagens de gestantes dizendo que concordam, mas tem muita dificuldade de vencer a vontade de consumir alimentos com açúcar.

Por isso, minha querida parceira Bel Lopes, nutricionista clínica que trabalha com gestantes e introdução alimentar e ministra os cursos de BLW em parceria com a Mamain, escreveu um texto muito bacana para ajudar você a reduzir o consumo dessa substância. Confira!

A recomendação é:

Reduza o açúcar! Não coma nada que tenha farinha branca! Passe longe das delícias da confeitaria!

Ok…a gente sabe que devemos fazer isso! Mas porque é tão difícil?

A resposta pode estar láááaá nos nossos primeiros seis meses de vida, se fomos ou não amamentados, quando e como aconteceu a  introdução alimentar , hábitos errados na infância, traumas psicológicos, hábitos familiares…

O açúcar inserido de uma forma inadequada e excessiva, desde a infância, causa vício como as drogas, pois atua no mesma área do cérebro: o centro do prazer.

Além do que, já nascemos com nosso paladar amando o doce, não precisamos de muito para nossas papilas gustativas vibrarem quando consumimos açúcar (ou carboidrato como pão francês, macarrão), e ocorre a saturação das nossas papilas, ou seja, qualquer outro sabor menos doce, não tem graça. E quanto mais açúcar comemos, mais vamos querer.

A falta de vitaminas  e minerais afetam a produção de serotonina, um dos neurotransmissores  responsável pela sensação de alegria e bem estar…ou seja, exatamente aquela sensação que você sente após devorar um pedaço de chocolate!

E se seu intestino não funciona corretamente, provavelmente você terá compulsão para doces!

Diante de tantos fatos, o que podemos fazer? Bem que eu queria escrever aqui uma fórmula mágica, ou um milagre…mas ainda não inventaram, e o que podemos fazer, é mudar alguns hábitos .

9 dicas para ajudar na compulsão por doces:

  • Não tenha em casa os alimentos que vão te levar à compulsão, ou que podem despertar o desejo de comer.
  • Se tiver esses alimentos, tenha também alimentos estratégicos (ricos em triptofano), e na hora da vontade prefira eles, exemplo: banana com canela  e farelo de aveia aquecida no micro-ondas, sorvete de banana, chocolate 70%,  mingau de aveia com cacau, “mousse” de abacate, bombom de castanhas, brownie de chocolate, bolo de caneca de chocolate (receba essas receitas escrevendo para : anabel.nutri@gmail.com)
  • O pico da serotonina ocorre de manhã, por isso é importante investir nesses mesmos alimentos  no CAFÉ DA MANHÃ! Para que no final da tarde, não tenha a vontade de comer doces. Ovos, castanhas, aveia, linhaça, gérmen de trigo, nozes, amêndoas, pasta de húmus (grão de bico) , cacau, abacate são algumas opções que  não podem faltar no seu cardápio matinal.
  • Ficar muito tempo sem comer, pode levar à compulsão, por isso vale a pena fracionar as refeições.
  • Arroz integral com feijão ativam nossa serotonina!
  • Comer porções de boas proteínas no almoço e jantar (carnes magras, peixes, frango), além de elevar nossa serotonina, regulam nossa saciedade e a vontade de doces diminui.
  • Para ajudar nosso intestino a funcionar regularmente e ainda aumentar nossa serotonina: Kefir ou iogurte natural com aveia diariamente!
  • Coma variedade de legumes e verduras no almoço e no jantar, tempere com azeite de oliva e orégano.
  • Substitua os pães, bolos, biscoitos pelas versões integrais, e de preferência sem açúcar na composição.

Lembrando que a inclusão destes hábitos, não acaba imediatamente com a vontade de comer doces. Algumas pessoas possuem até abstinência pela baixa ingestão de açúcar, e a regulação dos níveis de serotonina pode demorar mais de um mês para estabilizar.

E por último, vou lançar um desafio!

Se você adiciona açúcar no café, chá, suco. Tente ficar 30 dias sem fazer isso. Tome puro. Para sentir o sabor amargo do café, azedo do maracujá, o docinho da camomila…

Se for muito difícil, comece reduzindo a quantidade, mas até completar os 30 dias  você não poderá mais estar adicionando o açúcar nessas bebidas ok?

Anabel Lopes – Nutricionista
CRN 8 -3071″

Para contato com a Bel, utilize o e-mail anabel.nutri@gmail.com